Volume 7  |  número 2

Resumo

Este estudo veri cou se a formação de equivalência compostas por palavra ditada, palavra escrita e figura, em dois meninos com de ciência auditiva e implante coclear (6 a 7 anos) teria efeitos sobre a melhora da correspondência de suas falas em tarefas de nomeação de figuras e de leitura de palavras. O repertório de falar, quando controlado por uma figura (nomeação) era menos inteligível do que falar controlado pela palavra impressa (leitura). O procedimento ensinou relações entre palavras ditadas, palavras impressas e figuras e entre sílabas ditadas e sílabas impressas com dois conjuntos de três palavras, com pseudopalavras para um participante e com palavras conhecidas para outro. Foram conduzidos testes de for- mação de classes ao final do ensino de cada conjunto e os repertórios de nomeação e de leitura foram avaliados após cada uma das etapas de ensino e teste. Os participantes aprenderam as relações condicionais ensinadas, demonstraram formação de classes de equivalência e melho- raram a fala tanto em nomeação quanto em leitura. Estes dados replicam estudos anteriores sobre a interdependência entre operantes verbais após formação de classes de equivalência.

Palavras-chave: precisão da fala, nomeação de figuras, classes de equivalência, deficiência auditiva, implante coclear.

Abstract

This study veri ed if formation of equivalence classes composed of dictated word, written word and picture, in two boys with hearing impaired and cochlear implant (6 and 7 years old) had e ects on your speeches in picture naming and word reading tasks. e speech repertoire, when controlled by picture (naming) was few intelligible than speech controlled by printed word (reading). e procedure teaches relation between dictated word, printed word and pictures; and between dictated and printed syllables, also with two sets of three words, which were pseudoword to one participant and known words to other participant. Equivalence classes tests were conducted at the end of each teaching and naming and reading were probed a er each conditional relation teaching and test. e participants learned the taught conditional relations and they showed formation of equivalence classes and improved the speech in naming and reading. e data replicate previous studies on the interdependence of verbal operant a er formation of equivalence classes.

Keywords: speech accuracy, picture naming, equivalence classes, hearing loss, cochlear im- plant.

 

Resumen

Este estudio encontro que la formatión de las clases de equivalencia compuestas para la palabra dictada, palabra escrita y gura, en dos niños con pérdida de la audición y los implantes cocleares (6-7 años) tendría efectos en la mejora de la aprecisión de sus hablas en el nombramiento de imágenes y lectura de palabras. El repertorio de hablar, cuando contro- lado por una gura (nombramiento) era menos preciso que habla controlada por la palabra impresa (lectura). El procedimiento enseñado relaciones entre las palabras dictadas, palabras impressas y imagines y entre sílabas dictadas e sílabas impressas con dos conjuntos de tres palabras; falso palabras con un participante y palabras conocidas a otro. Pruebas nales de clases de quivalencia se llevaron a cabo en la educación de cada conjunto y los repertorios de nombramiento y lectura se probaron después de cada una de las etapas educativas y pruebas. Participantes aprendieron las relaciones condicionales que se enseñan, mostraron la forma- cón de clases de equivalência y mejoraron discurso en el nombramiento y en la lectura. Los datos se replican los estúdios anteriores sobre la interdependência de operante verbal después de la formación de clases de equivalência.

Palabras-clave: habla de precision, nombeamento de imagines, relaciones de quivalencia, perdida de la audicón, implante coclear.

 

html

Precisão da fala em nomeação de figuras após formação de classes de equivalência em crianças com implante coclear

Ana Claudia Moreira Almeida-Verdu, Fernanda Piqueira Gomes

 

doi: 10.18761/pac.2016.010