Volume 7  |  número 2

Resumo

Estudos anteriores confirmaram a emergência de relações de equivalência a partir das discriminações condicionais treinadas no procedimento matching-to-sample (MTS). Também se verificou a emergência de classes de equivalência após o estabelecimento de discriminações condicionais entre as unidades de estímulos compostos apresentados em treinos de discriminações simples sucessivas. Os protocolos de treino de discriminação simples simultânea com estímulos compostos não estão sendo devidamente explorados, a despeito das evidências de sua eficácia para o estabelecimento de discriminações condicionais entre os elementos dos estímulos compostos e relações de equivalência. O objetivo dessa pesquisa foi verificar o estabelecimento de classes de equivalência a partir de um treino de discriminações simples simultâneas. Cinco universitários foram ensinados a responder diferencialmente aos estímulos compostos “corretos” e “incorretos”, que eram apresentados em uma tarefa de discriminação simples simultânea. Três participantes atingiram o critério no treino AB e AC e foram submetidos ao teste AC e CA. O teste foi conduzido no formato MTS, no qual os elementos dos estímulos compostos foram isolados e apresentados com estímulos-modelo ou como estímulos de comparação. Dois participantes atingiram o critério de 90% de acertos nos testes e um participante ficou um pouco abaixo deste critério. As performances de dois participantes confirmaram a previsão de que classes de equivalência se originariam a partir deste procedimento, o que confirma a efetividade de procedimentos alternativos ao MTS para o tratamento empírico do fenômeno da formação de classes de equivalência.

Palavras-chave: Discriminações condicionais, relações de equivalência, discriminação simples sucessiva, estímulos compostos, universitários.

Abstract

Previous researches had confirmed the emergence of equivalence relations out from conditional discriminations trained with the matching-to-sample (MTS) procedure. Alternatively, equivalence classes are been successfully demonstrated following the establishment of conditional discriminations among the units of compound stimuli, presented on successive simple discrimination training. e simultaneous discrimination training protocol with compound stimuli are not been explored, in despite of some evidences that this procedure can generate conditional discriminations among elements of compound stimuli and equivalence relations. is research aimed at testing for the emergence of equivalence relations following simultaneous simple discrimination training with compound stimuli. Thus, five undergraduates were trained to discriminate “correct” from “incorrect” compound stimuli, presented in a simultaneous discrimination task. three participants attained criterion for AB and AC training and were tested for the emergence of AC and CA relations. Tests were conducted on a MTS format, in which the elements of the compound stimuli were isolated and presented as sample and as comparisons stimuli. Two participants attained 90% correct responses criterion on the test phase and one participant were slightly below criterion. Performances by two participants fully confirmed the prediction that equivalence relations would be developed by this procedure, which confirms the effectiveness of procedures alternative to the MTS for the empirical survey of the establishment of equivalence classes.

Keywords: Conditional discriminations, equivalence relations, simultaneous simple discrimination training, compound stimuli, undergraduate.

 

Resumen

studios anteriores ha confirmado la emergencia de relaciones de equivalencia basadas en discriminaciones condicionales entrenadas en el procedimiento de matching-to- -sample (MTS). También se ha verificado la emergencia de relaciones de equivalencia entre las unidades de estímulos compuestos presentados en un entrenamiento de discriminaciones simples sucesivas. El protocolo de entrenamiento de discriminaciones simples simultáneas no está siendo devidamente explotado, apesar de las evidencias de su efectividad para estabelecer discriminaciones condicionales y clases de equivalencia. El objetivo de esta investigación era verificar la emergencia de clases de equivalencia después de um entrenamiento de discriminaciones simples sucesivas simultáneos com estímulos compuestos.. Cinco estudiantes fuerón entrenados para discriminar estímulos compuestos “correctos” y “incorrectos”, presentados en una taréa de discriminación simple sucesiva. Tres participantes consiguierón el critério en el entrenamiento AB y AC, y fuerón expuestos a la prueba AC y CA. La prueba se presentó en el formato MTS, en el cual las partes de los compuestos fuerón aisladas y presentadas como estimulos-modelo o estímulos de comparación. Dós participantes consiguierón el critério de 90% de acertos en la prueba y un participante puntuó abajo del criterio. El desempeño de estos dos participantes confirman la predicción de que clases de equivalência se originan a partir de la exposición a este procedimiento, entonces se he con rmado la e ectividad de procedimientos alternativos a lo MTS para las investigaciónes empíricas sobre la formación de clases de eqivalência.

Palabras-clave: Discriminaciones condicionales, relaciones de equivalencia, discriminación simples sucesiva, estimulos compuestos, estudiantes universitários.

 

html

Emergência de relações equivalentes a partir do treino de discriminação simples simultânea com estímulos compostos

Marcelo Vitor Silveira, Alceu Regaço dos Santos, Julio Cesar de Rose

 

doi: 10.18761/pac.2016.025